Zâmbia recuado o preço do milho e do Banco Mundial nervoso

Print E-mail
Sociedade e Você - Crítica Social
Thursday, 07 June 2012 12:01

Este post é parte da nossa cobertura especial de Relações Internacionais e Segurança [en].

A giant Nshima pot

Um pote gigante nshima, Zâmbia 2008. Foto blogueiro Mark Hemsworth (usado com permissão)

Nshima [no] o produto como um mingau feito de farinha de milho, tem dividido as famílias [no] e levou a distúrbios alimentares [in] na Zâmbia mais de uma vez. Esta é a razão pela qual os sucessivos governos mantiveram-se vigilantes sobre a refeição cultivo, colheita, compra e venda de milho para os consumidores.

A produção de milho é um problema maior na região mineira de Copperbelt e áreas metropolitanas, como a capital, Lusaka, onde grandes massas de trabalhadores dependem do fornecimento do produto. Consequentemente, o milho determina a direção política da nação.

Em maio, o Banco Mundial exortou o governo de Zâmbia [es] para não interferir na determinação do preço mínimo do milho vendido pelos agricultores para a Agência de Reserva de Alimentos e outras partes interessadas na cadeia do agronegócio. Apesar destas tentativas, o Ministério da Agricultura anunciou que o preço mínimo do milho este ano [no] será K65, 000 (cerca de $ 13 dólares) por saco de 50 quilos.

O Diretor do Banco Mundial para a Zâmbia, Malawi e Zimbabwe, Kundhavi Kadiresan, criticou a decisão, dizendo que os agricultores pobres na Zâmbia estão a ser exploradas [no] como alguns comerciantes estavam comprando milho com a intenção de revender a um preço superior ao Estado Alimentação Reserva Agência [no]. Kadiresan também indicada [no] o Banco Mundial está profundamente preocupado com a política do governo não só não assegura a longo prazo o crescimento sustentável do setor agrícola, mas também pouco faz para criar empregos e reduzir a pobreza.

Kadiseran poderia ser dispensado. O setor agrícola na Zâmbia, gira em torno do milho, independentemente do crescimento de outras culturas ou de gado. A maior parte do milho é cultivado pelos agricultores que enfrentam seca regular durante a estação chuvosa, uma fonte confiável e caro de fertilizantes, e as dificuldades no transporte de mercadorias para os mercados.

Em 1986, as regiões Copperbelt da Zâmbia e de Lusaka se revoltaram porque o preço do milho aumentou várias vezes quando a renda estavam estagnadas. Quatro anos mais tarde, chateado com os aumentos de preços, mesmo provocado uma tentativa de golpe.

Ao anunciar o novo preço mínimo do milho, o ministro da agricultura e da pecuária de gado, Emmanuel Chenda, disse [no]:

Tomamos esta decisão, a fim de proteger a segurança alimentar do país e para garantir que os pequenos agricultores não são desencorajados para produzir a cultura nos anos seguintes ... para garantir que o milho da Zâmbia para ser competitivo nos mercados internacionais, o Governo irá garantir que os custos de produção são reduzidos por, entre outras estratégias, fornecimento de extensão rural e treinamento em transporte para a mobilidade dos trabalhadores de extensão para aumentar a produtividade entre os pequenos agricultores.

Chenda também revelou que o Governo estava implementando programas para a construção de instalações de armazenamento adicionais como medida de longo prazo para evitar o desperdício sob a reserva de alimentos Agency (FRA). Poucos dias antes da declaração do ministro, a FRA tinha destruído uma grande quantidade [no] de podre paoz em vários distritos. Chenda disse:

Gostaria de informar a nação que mais do que estragou o FRA recentemente, devido às instalações de armazenamento inadequado e impróprio ... Para enfrentar esse desafio, o Governo começou a implementar programas para construir instalações de armazenamento adicionais como uma medida de longo prazo.

ISN logo Este post e suas traduções para o espanhol, árabe e francês foram encomendados pelo International Security Network (ISN), como parte de uma aliança para localizar as vozes dos cidadãos ao redor do mundo em questões de relações internacionais e segurança.

Visite o blog do ISN [on] e ver histórias mais relacionados.

Zâmbia milho imagem Choconancy1 no Flickr (CC BY-NC-SA 2.0).

Escrito por Gérson Ndhlovu ° Traduzido por Juan Arellano · Ver post original [en] ° Comentários (0)
Partilhe: Meneame · facebook · Twitter · reddit · StumbleUpon · delicioso · Instapaper


Font